Professor Polivalente


Mesmo sabendo os professores não são valorizados no Brasil - o que nos leva a crer que a educação não é uma prioridade em nosso país - é inegável que estes profissionais têm um grau de dedicação e entrega para lecionar que é surpreendente. Veremos a seguir, quem é o Professor Polivalente e qual o seu papel na Educação.

Veja também: Será que Pedagogia é o curso ideal para você?

Qual é o papel do Professor Polivalente?

De acordo com o dicionário Aurélio, o termo “polivalente” significa: Aquele que pode ter funções ou utilidades diferentes; que tem várias funções ou utilidades diferentes; que tem múltiplas valências.

O professore polivalente, é aquele que ensina matérias diferentes. Este professor está presente principalmente nos primeiros anos da educação básica, mas muitos ainda se especializam para dar aulas para os ensinos fundamentais e médios.
É importante lembrar, que um professor polivalente não é aquele professor substituto, que fica dando aula quando outro professor falta. O conceito de polivalência vai muito além disso. Um professor polivalente é aquele profissional que adquire e transmite o conhecimento básico, independente da área de conhecimento que faz parte do currículo básico que compõe os primeiros anos de ensino, desenvolvendo assim um trabalho multidisciplinar. Tem uma grande responsabilidade, uma vez que ele será o responsável por ensinar as primeiras letras, vocabulários, palavras, números e cálculos, além de outros conceitos e valores às crianças que estão sendo inseridas no universo da alfabetização e letramento.

Qual a formação de um professor polivalente?

Para responder essa questão precisamos fazer as seguintes considerações:
O professor de educação básica já é naturalmente um professor polivalente, pois, no curso de pedagogia ele se especializa para atuar na alfabetização e letramento do aluno, então, no curso de Pedagogia este professor se habilita para ensinar língua portuguesa, matemática, geografia, história, biologia e artes em nível básico para ensinar, inserindo mais conhecimento de mundo e mais significado à aprendizagem, para além do “bê-á-bá“
Já um professor de ensino fundamental II ou ensino médio, geralmente faz uma faculdade específica para lecionar, como por exemplo, o curso de letras, para das aula de português e literatura, mas, ele pode ao mesmo tempo, fazer um curso de língua estrangeira para lecionar espanhol ou inglês. E isso também o torna em um profissional polivalente.

O fato é que o professor polivalente é a peça-chave para que a Educação ofereça mais qualidade, pois é o primeiro a ter contato com a criança em seus anos iniciais. Porém, de nada adianta se o professor for polivalente em seu currículo, mas não renovar seus conhecimentos em prol de aplicar uma metodologia de ensino mais eficaz.

Veja também: O que é Psicomotricidade?

Quais as vantagens de ser um professor polivalente?

Dentre as vantagens de se tornar um professor polivalente duas que podem ser destacadas são:
  • Estímulo cerebral, já que seu cérebro é estimulado de diversas maneiras reduzindo as chances de tédio e cansaço constante durante o trabalho. Isso colabora até mesmo para diminuir as chances de desenvolver doenças como Mal de Alzheimer;
  • Redução significativa da fadiga, já que ele não trabalha na mesma coisa todo o tempo;

Dentre tantos pontos que foram tocados aqui, não se pode negar que o professor polivalente está sempre estudando e ganha ainda mais qualidade quando se atualiza, aperfeiçoando os seus conhecimentos.

Você reconhece ou tem dúvidas sobre a importância do professor polivalente? Tem alguma sugestão ou consideração a ser feita? Deixe seu comentário!

0 Comentários:

Postar um comentário